EDIÇÃO ATUAL

Guanambi . Bahia .


Você está aqui: Capa » Cidades » Carinhanha » Irrigação no Vale do Iuiú volta à mesa de discussão com prefeitos e Codevasf

Irrigação no Vale do Iuiú volta à mesa de discussão com prefeitos e Codevasf

Depois de 25 anos o Projeto volta a ser discutido sua viabilidade técnica

Depois de 25 anos o Projeto volta a ser discutido sua viabilidade técnica

Os estudos, já em curso – anunciados há seis meses – para implantação do tão esperado projeto de irrigação na região do Vale do Iuiú, na mesorregião do Centro Sul Baiano, foram discutidos na manhã desta do dia 3/11 no gabinete do presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz, com três prefeitos da região, vereadores, secretários municipais e o deputado federal Waldenor Pereira.

Na pauta das discussões o anúncio pela Codevasf do orçamento de R$ 5,5 milhões, para atualização do estudo de viabilidade e mais a consolidação do anteprojeto de engenharia à implantação de agricultura irrigada numa área de 30.306 hectares que deverão estar concluídos no segundo semestre do próximo ano.

Elaborado e concluído no início na década de 1990 o tal “Projeto Técnico” para implantação do Projeto de irrigação do Vale do Iuiú, na margem direita do médio São Francisco, esse grande sonho dos agricultores região da Serra Geral, encabeçado pela Uvermig – União dos Veradores da Microrregião de Guanambi – parece, até agora, não ter sensibilizado os governos para a sua real dimensão. Prefeitos que naquela época se juntaram aos milhares de produtores rurais pelas mobilizações em favor do projeto, a exemplo de Wagner Frota, então líder político de Malhada, voltam hoje à mesa das discussões com o mesmo propósito de 25 anos atrás.

“Esse projeto será a redenção da nossa região, porque temos água, terras férteis e precisamos dessa infraestrutura do Governo Federal para produzir e trazer benefícios para mais de 60 mil pessoas”, disse o prefeito de Malhada, Gimmy Ramos, que juntamente com os prefeitos de Carinhanha, Paulo Elísio Cotrim, e o de Iuiú, Carlos Vagner Frota, convidou o presidente da Codevasf para apresentar o projeto à sociedade da região durante um seminário a ser realizado na cidade de Malhada dia 22 próximo.

“Essa área está praticamente pronta para se tornar um grande projeto de irrigação. Hoje já existem cerca de 180 agricultores familiares assentados, numa área que é do INCRA, que será a área inicialmente atendida. E, numa fase inicial, pretendemos implantar cinco mil hectares irrigados, o que vai gerar cinco mil empregos diretos. Mas é um projeto que tem uma amplitude muito maior, e vamos buscar contemplar os três segmentos: agricultores familiares assentados, pequenos agricultores empresários”, afirmou o presidente da Codevasf, Elmo Vaz.

Estudos anteriores já apontavam que são áreas com bom potencial: solo de qualidade, clima favorável a culturas variadas (frutas, grãos, hortaliças), água (captação a partir do rio São Francisco na altura do município de Malhada, distrito de Canabrava) e topografia plana. Também há a proximidade com polos irrigados, como o Jaíba; malha rodoviária; e se trata de uma região com agricultores instalados, treinados e com característica de empreendedorismo.

Há 510 anos descobriram o Rio São Francisco, mas o Brasil ainda não sabe

Há 510 anos descobriram o Rio São Francisco, mas o Brasil ainda não sabe

Em parceria com a iniciativa privada, o perímetro irrigado no Médio São Francisco baiano poderá alcançar até 30 mil hectares irrigados, com captação localizada na margem direita do rio São Francisco, nos municípios de Malhada, Iuiú e Sebastião Laranjeiras. A área está situada nas proximidades da confluência do rio Verde Grande, divisa dos estados de Minas Gerais e Bahia.

O projeto de irrigação no Vale do Iuiú foi incluído no programa “Mais Irrigação”, coordenado pelo Ministério da Integração Nacional e executado pela Codevasf. Os estudos e elaboração do anteprojeto contam com recursos do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC).

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top