EDIÇÃO ATUAL

Guanambi . Bahia .
Você está aqui: Capa » Destaques » Portugal já recebeu este ano 410.600 hóspedes do Brasil. Alentejo é roteiro certo para muitos

Portugal já recebeu este ano 410.600 hóspedes do Brasil. Alentejo é roteiro certo para muitos

portugal 01
Evora – Praca do Giraldo  (Foto:
Turismo do Alentejo)

Com paisagens impressionantes, vinhos premiados e incontáveis monumentos históricos, o Alentejo se fortalece cada vez mais como destino turístico para os viajantes brasileiros. De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas de Portugal, no primeiro semestre de 2017, o Brasil totalizou 27.500 pernoites na região portuguesa, número que representa um crescimento de 37,5% se comparado ao mesmo período do ano passado.

Com esse resultado, o Brasil é o mercado com o maior percentual de crescimento de pernoites no Alentejo, seguido por Espanha e Irlanda, com 24,9% e 21,7% respectivamente. Atualmente, o mercado brasileiro se mantém como o terceiro principal emissor de turistas para a região.

Segundo Vítor Silva, presidente da Agência de Promoção Turística do Alentejo, os dados confirmam o investimento da entidade em ações voltadas para o mercado do Brasil. “Reconhecemos que este é um mercado prioritário e que os viajantes brasileiros querem descobrir a ampla oferta alentejana. Somos uma região completa, com opções que vão do luxo e da rica oferta gastronômica até atrações históricas, culturais e atividades outdoor”, explica.

Ainda nos primeiros seis meses de 2017, a região registrou 253.700 pernoites de turistas estrangeiros, um aumento de 14,6% com relação a 2016. Já os gastos globais de visitantes na região portuguesa tiveram um incremento de 19,4%, alcançando uma arrecadação de € 38,8 milhões.

Nesse mesmo período, Portugal recebeu 410.600 hóspedes do Brasil, um crescimento de 60,3% em relação a 2016. Hoje, os brasileiros correspondem a 7,2% do total de hóspedes estrangeiros recebidos no país.

“Esses resultados expressam o trabalho de divulgação em conjunto com nossos parceiros, com a presença constante em feiras do setor, eventos importantes e capacitações com agentes de viagens promovidas pelo nosso escritório”, explica Silva.

Sobre o Alentejo

portugal 02
Evora – cidade museu (Fotos: pesquisa de imagem)

portugal 03
Evora – Templo romano de Diana,
património da UNESCO, uma das relíquis da Europa

Considerado o destino mais genuíno de Portugal, o Alentejo é a maior região do país. Privilegiando um lifestyle tranquilo em que a experiência de viver bem dá o tom, conta com belas praias intocadas e cidades repletas de atrações ímpares, como castelos e monumentos históricos. Detentor de três títulos da UNESCO e diversos outros prêmios e reconhecimentos internacionais no setor do turismo, o Alentejo oferece opções para todos os tipos de viajantes, sejam famílias, casais em lua de mel ou aventureiros. Para mais informações, visite www.turismodoalentejo.com.br.

Beja – capital do Alentejo

portugal 04

Beja é uma cidade portuguesa pertencente à região do Alentejo e sub-região do Baixo Alentejo. Criado pelo Rei D. Afonso V de Portugal, em 1453, o título de Duque de Beja foi atribuído ao segundo filho varão. É a capital do distrito de Beja e capital do Baixo Alentejo, com cerca de 23 400 habitantes no seu perímetro urbano, sendo a capital do Distrito de Beja e sede da Diocese de Beja.

É sede de um dos mais extensos municípios de Portugal, com 1.106,44 km² de área e 35.854 habitantes (2011), subdividido em 12 freguesias.

Afinidades com Guanambi

O propósito desta matéria é também para lembrar os baianos, especialmente os nossos conterrâneos de Guanambi e da região da Serra Geral da Bahia, que a região portuguesa de Beja tem muito a ver com nossos costumes, nossa vocação agrícola e comercial. Afinal, foram os portugueses – muitos da região alentajana – quem colonizaram esta região do médio São Francisco, especialmente no que se refere à agricultura e ao desenvolvimento da pecuária de bovinos e equinos, nos séculos XVII ao XIX, onde implantaram os grandes currais da Bahia.

A maioria das famílias que até hoje povoam esta região do Médio São Francisco tem em suas assinaturas nomes de patrícios alentejanos.

Jessica Ferreira
AFT Comunicação Integrada

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top