EDIÇÃO ATUAL

Guanambi . Bahia .
Você está aqui: Capa » Destaques » Paralisado desde 2008, Projeto Ceraíma inicia obras do seu novo Sistema de Irrigação

Paralisado desde 2008, Projeto Ceraíma inicia obras do seu novo Sistema de Irrigação

irrigacao-ceraima01
Ainda sem data marcada para a conclusão, o projeto vai custar R$ 12,5 milhões

Por: João Martins

 

As obras de revitalização do Perímetro Irrigado de Ceraíma, de Guanambi (BA), e a modernização da sua infraestrutura de Irrigação, foram iniciadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

A nova investida vai possibilitar a retomada das atividades agrícolas das 112 famílias de colonos agricultores assentadas naquele distrito agrícola há mais 50 anos. A intervenção consiste, principalmente, na implantação de um novo sistema de fornecimento de água, capaz de suprir de recursos hídricos o perímetro irrigado, dotando-o de um sistema avançado e econômico de irrigação por microaspersão.

O investimento total – segundo noticiou a Codevasf – será da ordem de R$ 12,5 milhões – recursos provenientes do Orçamento Geral da União, por meio de emenda parlamentar, e outros créditos suplementares. Emenda do deputado federal Arthur de Oliveira Maia (PPS/BA) repassou maior parte do recurso.

As obras incluem a substituição dos antigos canais abertos de condução de água por estruturas fechadas (tubulação), consideradas mais eficientes, em conjunto com um sistema de irrigação por microaspersão. “Trata-se de mudança de paradigma no fornecimento de água em projetos públicos, pois reduz a praticamente zero as perdas na condução hídrica do reservatório de Ceraíma até os lotes dos produtores. Além disso, a condução da água vai ocorrer por gravidade, dispensando o uso de energia elétrica na captação principal”, explica o gerente de Irrigação da Codevasf em Bom Jesus da Lapa (BA), Hudson Faria.

“A atividade agrícola do projeto Ceraíma, especialmente a fruticultura, é fundamental para a região de Guanambi e cidades circunvizinhas. Graças ao aporte de recursos de emenda parlamentar e de recursos extraordinários ao Orçamento Geral da União, vamos implantar um sistema de irrigação mais eficiente, até o fim deste ano. Com isso, a expectativa é que os agricultores voltem a produzir cerca de quatro mil toneladas de frutas por ano”, avalia o superintendente regional da Codevasf em Bom Jesus da Lapa, Harley Xavier Nascimento.

Aporte à Educação

Além de melhorar o processo produtivo dos agricultores familiares, a ação vai beneficiar áreas experimentais e educativas do Instituto Federal Baiano – Campus Guanambi – e atividades de pesquisa e produção de alevinos pela Codevasf, no Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Ceraíma, entre outros usuários externos, informa a Codevasf.

Ao plano de intervenções da Codevasf no projeto Ceraíma inclui ainda obras para a recuperação de estradas internas, armazéns e oficinas, entre outras estruturas de uso coletivo.

Fruticultura, como antes

Com a reestruturação do projeto Ceraíma, os agricultores familiares devem retomar a produção priorizando a fruticultura, com o plantio de culturas menos consumidoras de água, como manga, anonáceas, uva e culturas anuais diversas.

O produtor Estelito Alves Teixeira aguarda com muita expectativa a conclusão das obras para retomar suas atividades no projeto. “É um sonho voltar a produzir aqui. A minha perspectiva é que tudo seja como antes. Estamos dando a maior força, o maior apoio para que isso aconteça”, explica. No passado, cultivava-se naquele perímetro manga, banana, uva, melancia e outras de outras culturas.

A expectativa do presidente do Conselho de Administração da Cooperativa Agrícola de Irrigação do projeto de Ceraíma, Marcos Antônio Fraga da Silva, também é positiva. “No auge da produção do projeto, quando estava funcionando a todo vapor, a gente tinha uma produção grande, gerava muito emprego. A expectativa é que retorne isso, e que o pessoal volte para Ceraíma”, avalia.

Desde 2008, os agricultores familiares têm sofrido com as estiagens constantes na região que resultaram na redução da área cultivada ao longo dos anos. Parte dos produtores conseguiu manter o cultivo devido à construção de poços artesianos. Porém, a qualidade da água inviabilizou a manutenção de algumas culturas.

Paralisado desde junho de 2008, o Perímetro Irrigado de Ceraíma – principal celeiro produtor de hortifruticulturas de Guanambi, que abasteceu, por mais de 40 anos, os mais de 150 mil moradores dos municípios da microrregião de Guanambi e até do norte de Minas Gerias – reinicia as obras de revitalização do seu Projeto de irrigação e implantação de um novo Sistema de Irrigação.

A Barragem de Ceraíma (com capacidade para 59 milhões de m3), que em 2008 tinha menos de 10% do seu volume, vem recuperando gradativamente o seu volume desde que foi inaugurada Autora do Algodão. Com as últimas chuvas na região, a represa está muito próxima de atingir sua capacidade máxima, o que traz alivio e otimismo às mais de 300 famílias que produzem naquele distrito irrigação e que tiveram suas atividades interrompidas em 2008 por falta de água para irrigação.

Dos mais de 450 hectares destinados a culturas irrigadas naquele perímetro, praticamente nada restou dos pomares depois do corte na irrigação em junho de 2008.

irrigacao-ceraima02
Vanderlei FIorêncio exibia sua produção

Dentre os poucos que resistiram, encontramos Vanderlei FIorêncio dos Santos, então com 36 anos, o “cabeça” de uma família de 15 membros, remanescente dos primeiros colonos. Vanderlei administrava naquele ano uma área de 21 hectares (três lotes). Desta, apenas seis hectares ainda produziam, graças ao fornecimento de água através de poços artesianos que ele mandou perfurar na sua propriedade, onde cultivava coco (um hectare), banana nanica (dois hectares) goiaba (um hectare), uva (dois hectares) e manga (um hectare).

O Perímetro Irrigado de Ceraíma contabilizava em 2007 uma área de fruticultura permanente composta de 183 hectares de manga, 140 hectares de banana, 10 hectares de coco e sete hectares de uva. Para se ter uma dimensão do que era o Perímetro, foram colhidas naquele ano: 1.318,930 toneladas de Manga; 1.646,817 toneladas de Banana; 316.660 UN de coco; 65,58 toneladas goiaba e 73,29 toneladas de uva, além de muitos outros produtos hortifrútis.

Prejuízo passou de R$ 50 milhões

irrigacao-ceraima03
Os pomares foram todos arrasados com o fim da irrigação

Pelos cálculos dos produtores, o prejuízo dos 112 colonos foi então estimado em torno dos R$ 50 milhões, não considerando, ainda, o caos social que se alastrou pela falta de emprego e descontinuidade da economia agrícola daquele distrito.

Projeto interrompido

Um novo sistema de irrigação (por microaspersão) estava sendo implantado em 2008 pela Codevasf, que deveria ficar concluído e inaugurado no dia 10 de outubro daquele ano. A empresa T&T Engenharia e Sistema de Automação Ltda, de Brasília, vencera a licitação para tal, mas o novo projeto não pode ser concluído, e todas as culturas foram arrasadas.

irrigacao-ceraima04
Em 2008 com 10% da capacidade, cortou-se irrigação, Em 2012 a represa quase seca

Obras de Juscelino Kubitscheck

O “Perímetro Irrigado de Ceraíma” – projeto complemento das obras do Açude de mesmo -implantado entre 1950-31/03/1966), pelo DENOCS – Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, divisão do Ministério da Viação e Obras Públicas, foi então dividido em 112 lotes e distribuídos um para cada família dos moradores desapropriados daquelas terras.

Durante mais de 40 anos (até 2008), Ceraíma foi o principal celeiro abastecedor de horfifruticultura a centenas de milhares de habitantes da região da Serra Geral da Bahia e até da região norte de Minas Gerias.

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top