EDIÇÃO ATUAL

Guanambi . Bahia .
Você está aqui: Capa » Cidades » Bom Jesus da Lapa » A energia solar fotovoltaica ganha força no Brasil com financiamento subsidiado

A energia solar fotovoltaica ganha força no Brasil com financiamento subsidiado

energia fotovoltaica 1
Os sistemas fotovoltaicos vão suprir de energia limpa casas, empresas e até comunidades

Comprovadamente dotado dos maiores índices de irradiação solar do mundo, o Brasil busca investir nesse setor energético fotovoltaico. Importantes instituições, como Banco do Brasil e Sebrae, estão se unindo em parceria para estimular e viabilizar linhas de créditos de financiamento, a juros competitivos, para atender empresas de pequeno e médio portes na instalação de parque solares e criaram o Programa de Energia Solar Fotovoltaica para Pequenos Negócios (PLUZ).

Um bom exemplo vem na cidade de Cuiabá (MT), onde cerca de 170 empresários e profissionais, interessados na proposta, se inteiraram durante palestras, no último dia 26, promovidas no Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), e que contou com participação do superintendente do Sebrae MT, José Guilherme Barbosa Ribeiro; o superintendente do Banco do Brasil em MT, Sotero Sierra Neto; o gerente geral de vendas de energia solar fotovoltaica da WEG, Harry Schemelzer Neto.

Por parte da iniciativa privada, a WEG, empresa brasileira que atua em 14, forma a parceria ao lado do BB e Sebrae para fornecer equipamentos elétricos (módulos fotovoltaicos, inversores, proteção, cabeamento, e estrutura), também se dispõe a capacitar e contratar pequenos integradores (profissionais e pequenos negócios que atuam no segmento de energia e eletricidade) para serviços de instalação e manutenção dos sistemas implantados por meio do programa PLUZ.

Fundo constitucional

O PLUZ conta com recursos do BB / Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO), que opera atualmente com taxas de juros atrativas, entre 6 e 7% ao ano, para financiar a implantação de tecnologia solar nas empresas interessadas. O prazo para a adesão ao BB/FCO tem duração de 60 dias e se encerra em 31/07/2018.  O Sebrae pode ser avalista complementar de financiamentos para pequenos negócios por meio do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), garantindo até 80% da operação no BB.

Consultoria DO SEBRAE

No caso do projeto PLUZ de Cuiabá, o Sebrae MT vai apoiar os empresários, elaborando o estudo de  viabilidade técnica e financeira e também desenvolvendo o  projeto elétrico do sistema de energia solar fotovoltaica.  Um sistema de geração de energia solar fotovoltaica é capaz de produzir energia elétrica por cerca de 25 anos e reduzir o consumo energético em 100%.

Superintendente do Banco do Brasil em MT, Sotero Sierra Neto, fala no lançamento do programa de energia solar para pequenos negócios.

Mais R$ 3 bi do BB

Assim como fez em 2017, quando o banco destinou 58% dos R$ 3 bilhões do FCO, de MT, às micro, pequenas e médias empresas, o superintendente do BB/MT¸ Sotero Sierra Neto, disse que vai dispor de mais R$ 3 bilhões para este ano. “Não há taxa de juros melhor no mercado do que a nossa”, disse.

Potencial do Brasil

Técnicos do Sebrae MT, em missões à Alemanha, disseram que lá eles aproveitam tudo que têm. “Nós contamos com tanto sol, mas não sabemos aproveitar”. Segundo o Atlas Solamétrico Brasileiro, o índice máximo de irradiação solar em Mato Grosso é de 2.000 KWh/ano/m²,   e no Brasil é de 2.800 kWh/ano/m², enquanto que na Alemanha é de 1.200 KWh/ano/m².

De acordo com José Valdir Santiago, engenheiro eletricista e coordenador do PLUZ no Sebrae MT, o sol pode realmente se tornar fonte renovável e limpa de energia mais barata para o estado mato-grossense.

Competitividade e eficiência

O analista e economista do Sebrae MT, Fábio Apolinário da Silva, lembrou aos investidores de que “o Brasil está perdendo em competitividade, porque está perdendo em produtividade. A energia solar fotovoltaica significa inovação e mais eficiência”, e resumiu: “Quanto mais cara é o custo da energia, o tempo de retorno do investimento em tecnologia solar é menor”.

Fica em Bom Jesus da Lapa o maior do Brasil

energia fotovoltaica 2
O maior parque solar do Brasil (Bom Jesus da Lapa) gera 340 GWh de energia / ano

A sustentabilidade energética do Brasil deu um grande salto com a inauguração das operações do maior parque solar do Brasil, em junho de 2017, instalado na cidade de Bom Jesus da Lapa.

De propriedade do grupo italiano Enel da a Enel Green Power Brasil Participações, o Parque solar Lapa é o englobamento de duas usinas, Bom Jesus da Lapa, com 80 MW (megawatts) e Lapa, com 78 MW, totalizando 158 MW de potência.

Em um ano, o parque solar Lapa é capaz de gerar 340 GWh (gigawatts-hora) de energia, suficientes para abastecer 166 mil casas nesse período; fonte de energia limpa, ela evita a emissão de aproximadamente 198 mil toneladas de Gás Carbônico na atmosfera.

Tido como o maior Parque Solar em operação no Brasil, o projeto de Lapa envolve alto investimento em tecnologias, seu elevado nível de radiação solar na região, o que torna o Estado baiano com maior comercializador de energia solar do país.

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top