EDIÇÃO ATUAL

Guanambi . Bahia .
Você está aqui: Capa » Cidades » Candiba » Candiba 56 anos: uma cidade modelo no interior da Bahia

Candiba 56 anos: uma cidade modelo no interior da Bahia

candiba3
Candiba poderia se chamar de “Brinco” da Bahia. 95% das ruas arborizadas e pavimentadas (Foto: agência Sertão)

POR: JOÃO MARTINS

O aniversário do município de Candiba, distante 28 km de Guanambi, se comemora em 27 de Julho, mas este ano – para melhor conformação no calendário – o prefeito Jarbas Martins Oliveira determinou os dias 4 a 6 de agosto para tais homenagens e celebrações dos 56 anos de independência política (27/071962).

A decisão do prefeito de promover o evento deu-se em ração de que no ano passado ele havia optado em destinar os recursos da festa para aquisição do Hospital Municipal, o que foi feito e o povo aplaudiu sua decisão. Mas este ano, em obediência às tradições, a escolha foi em satisfazer os desejos de sua comunidade, ou seja: “muita festa”. Aliás, quem conhece Candiba sabe dessa cultural arraigada no dia a dia daquela gente. Sempre foi de muito comemorar, certamente desde que os quilombolas de toda a região, fugitivos das senzalas, se juntaram às margens da Lagoa do Mocambo nos últimos ensaios contra a escravidão.

candiba4
Nas praças, fartura e barracas de comes e bebes pra todo lado, além de vaquejada (foto: Folha do Algodão)

TRÊS DIAS DE FESTA – diferente de anos passados, quando se contratou artistas caros do cenário nacional, como Paula Fernandes, Pablo e Leonardo, este ano a ordem era economizar com contratações de elites e investir em atrações menos dispendiosas, mas que o povo também gosta e aplaude, a exemplo de Dorgival Dantas, da dupla sertaneja Mateus e Kauan, Dedé Badaró, Di Paullo & Paulinho, Solange Almeida e Rode Torres.

E assim foi feito: muita música nas praças, fartura e diversificada culinária, barracas de comes e bebes pra todo lado, festa de vaquejada e muito mais. O que se notou foram muita animação e entretenimento de amizades entre os milhares de visitantes vindos de toda a região. Obviamente que, por ser um ano de eleições, as principais lideranças representativas da região no Estado e no Congresso Nacional, lá estiveram para marcar território.

“É incrível a gente poder sentir no rosto do povo a satisfação e a certeza de que estamos fazendo o certo. O reconhecimento do povo e a aceitação da administração do prefeito Jarbas Martins Oliveira bem denotam o líder que ele tem si tornado nesse seu pouco tempo de mandato. Com apenas 28 anos de idade, Dr. Jarbas está fazendo para merecer tantos aplausos, e eu na condição de seu vice, obviamente que me sinto também gratificado”, disse Nelbino Marques. Ele lembra que fatos assim levam a recordar a luta de líderes candibenses, como Zezinho Moreira e Francisco Marques, que foram a Salvador, de Jeepp, cobrar do Governo a declaração de independência de Candiba, e que de lá só voltaram com o documento de emancipação do município já publicado no Diário Oficial.

DE MOCAMBO A CANDIBA

Do ponto de vista populacional, Candiba não aumentou substancialmente: em 1970 eram 11.442 habitantes; hoje, 48 anos depois, o IBGE (Estimativa de 2017) contabiliza 14.792 moradores. Um dos fatores que certamente evoluiu foi a Educação: 98,3% dos jovens entre 6 e 14 anos são escolarizados.

Do lado econômico, Candiba registra um PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 94,668 Milhões (IBGE 2015). Sua receita anual é da ordem de R$ 25 milhões, apesar de o IBGE estimar que 44% da população municipal estejam inseridos na faixa da pobreza.

Candiba é um município próspero e seu povo extremamente empreendedor. A principal vocação de sua gente é – por tradição – agrícola. Exemplo disso é que as culturas de milho, feijão, sorgo e mamona, juntas, ocupam uma área de 24.000 hectares, constituindo na principal fonte arrecadadora rural. O setor da agropecuária também evolui, chegando a um rebanho bovino perto dos 17.400 cabeças.

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top