EDIÇÃO ATUAL

Guanambi . Bahia .
Você está aqui: Capa » Cidades » Caetité » Complexo eólico do sertão baiano, Alto Sertão II, da AES Tietê, passa a ser operado remotamente

Complexo eólico do sertão baiano, Alto Sertão II, da AES Tietê, passa a ser operado remotamente

Eoloica-alto-sertão

O complexo Alto Sertão II está localizado nas cidades de Caetité, Guanambi, Igaporã e Pindaí, no interior da Bahia

O complexo eólico Alto Sertão II, da AES Tietê, localizado nas cidades de Caetité, Guanambi, Igaporã e Pindaí, no interior da Bahia, passa a ser operado remotamente pelo Centro de Operações da Geração de Energia (COGE). O Centro é responsável pelo gerenciamento, supervisão e controle das plantas da empresa. Para a integração do ativo foi investido R$ 2,3 milhões com o objetivo de aumentar a eficiência na gestão do portfólio da companhia.

A excelência operacional da AES Tietê em ativos hidrelétricos precisou ser aprimorada para a integração de um complexo eólico do porte de Alto Sertão II. Com isso, foi necessária a expansão do Centro de Operações e o envolvimento de diversos times, como TI, operação, engenharia e suprimentos, além de empresas parceiras. “Também foi imprescindível a criação do quarto posto de trabalho: Geração Eólica e Solar, em complementariedade às três áreas já atuantes Supervisão, Geração de Hidráulicas e Eclusas e Operação Eclusas. Ao todo, os postos contam com 20 trabalhadores, que se revezam entre si em turnos, garantindo a atuação das operações de forma ininterrupta”, complementa Anderson de Oliveira, Diretor de Operações da Geração da AES Tietê.

A distância também foi um desafio encontrado pela equipe do COGE, que até então gerenciava somente plantas no estado de São Paulo. A comunicação remota do complexo de geração eólica – composta por 230 aerogeradores e quatro subestações –, é realizada com o intermédio de links criptografados pelo VPN do Centro de Operações e utilizam recursos tecnológicos de sistema de supervisão, comando e controle.

Desde a inauguração, o COGE gerencia os empreendimentos da AES Tietê pela tecnologia Distributed Control System (DCS) e os novos ativos, Alto Sertão II e Guaimbê, estão em processo de transição da integração para o sistema. Essa estrutura manterá o mesmo padrão dos demais empreendimentos da companhia.

Os dirigentes da empresa estivaram em Guanambi recentemente onde se reuniram com o prefeito Jairo Magalhães, e o vice-prefeito e Secretário de Indústria e Comércio, Hugo Costa. Na oportunidade, comunicaram oficialmente a construção de um escritório regional em Guanambi, que será no Condomínio Empresarial localizado às margens da BR-030.

Na região, a empresa emprega na manutenção do complexo eólico Alto Sertão II cerca de 80 trabalhadores, direto e indiretamente.

Sobre a AES Tietê

A AES Tietê está entre as maiores companhias de geração de energia do Brasil, atuando no país há quase 20 anos. Possui 9 usinas hidráulicas e 3 pequenas centrais hidrelétricas localizadas no Estado de São Paulo, o Complexo Eólico Alto Sertão II, na Bahia, e, recentemente, concluiu a aquisição do Complexo Solar Guaimbê, em São Paulo, e também possui ativos o Complexo Solar Ouroeste, em construção.

O Centro de Operações de Geração de Energia (COGE), localizado em Bauru (SP), opera remotamente todos os ativos da companhia.

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top