EDIÇÃO ATUAL

Guanambi . Bahia .


Você está aqui: Capa » Editorias » Agronegócios » Abapa e Aiba discutem pavimentação das es-tradas agrícolas do oeste da Bahia

Abapa e Aiba discutem pavimentação das es-tradas agrícolas do oeste da Bahia

encontro-com-produtores-abapa-e-aiba

Foram realizados um total de oito reuniões que abrangeram os agricultores ligados a propriedades que utilizam as seguintes estradas: Linha Rio Grande, Estrondo, São Sebastião, Nova América, Estrada do Café, Cambará/Branca e Alto Jaborandi (Foto: Abapa).

Ao longo do último mês de abril, a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) e a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) proporcionaram uma série de encontros com os agricultores associados para identificar demandas para a pavimentação asfáltica de estradas das áreas agrícolas no Oeste da Bahia. Foram realizados um total de oito reuniões que abrangeram os agricultores ligados a propriedades que utilizam as seguintes estradas: Linha Rio Grande, Estrondo, São Sebastião, Nova América, Estrada do Café, Cambará/Branca e Alto Jaborandi.

Segundo o diretor-executivo da Abapa, Lidervan Morais, neste primeiro momento, este levantamento vai elencar as prioridades para o direcionamento na elaboração dos projetos topográficos e de execução, levantamento de parcerias e dos recursos necessários para futura execução destas obras. “Este é o importante momento de interlocução para planejar o atendimento destas demandas para a pavimentação de estradas com o apoio das entidades. É preciso reforçar que, somente com organização, união e apoio, é possível levar este tipo de investimento para que os agricultores possam continuar escoando a safra e recebendo os insumos em suas fazendas”, afirma Morais.

Pelas entidades, participaram o diretor-executivo, Lidervan Morais, e com o coordenador do programa Patrulha Mecanizada da Abapa, David Tavares, e com o assessor de agronegócios da Aiba, Luiz Stalke. Para os agricultores, a pavimentação garantirá uma maior sobrevida para as estradas desgastadas principalmente durante o período das chuvas e pelo tráfego de caminhões pesados para atender a demanda de insumos e fertilizantes das fazendas e escoamento da safra.

Com os levantamentos das demandas, as futuras ações serão coordenadas pelas Diretorias da Abapa e Aiba com apoio e recursos dos agricultores baianos, por meio do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA), Programa de Desenvolvimento do Agronegócio (Prodeagro), Fundo para o Desenvolvimento do Agronegócio do Algodão (Fundeagro), dos próprios produtores e buscar parceria com os municípios.

Fonte: Abapa

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top