EDIÇÃO ATUAL

Guanambi . Bahia .


Você está aqui: Capa » Destaques » APJ da Loja Maçônica Cruzeiro do Sul empossa nova diretoria

APJ da Loja Maçônica Cruzeiro do Sul empossa nova diretoria

APJ - 02

Para prestigiar os apejotistas, outros grupos paramaçônicos, como “Filhas de Jó” e “DeMolay”, da Fraternidade Guanambiense, ajudaram a abrilhantar o ato de posse. (Foto: João Martins/Integração Bahia)

Prestigiada por diversas autoridades maçônicas, dentre as quais Luciano Sepúlveda, Grão-Mestre do Grande Oriente do Estado da Bahia (GOEB), a nova diretoria do Grupo APJ – Núcleo Alfa Cruzeiro do Sul, de Guanambi, tomou posse na noite do último sábado (24), no salão social do Rotary Clube.

Sob a coordenação do mestre-maçom Fabrício Lima, no cargo de Preceptor, a nova diretoria da APJ tem à frente do grupo Iasmim Frota Santos, 16 anos, no cargo de Ductor, com mandato até agosto de 2020. Compõem ainda a diretoria: Ana Morena Pires (coletora), Aduílio Jeferson (escriba) e Hannah Santana (nomenclator). Completa o grupo gestor: Ana Isabel Oliveira (preeletor), Tatiana Arcanjo (núncio), Lívia Maria (arauto), Gabriel Nascimento (regente) e Roberta Mota (guardiã).

Outros grupos paramaçônicos, como “Filhas de Jó” e “DeMolay”, da Fraternidade Guanambiense, ajudaram a abrilhantar o ato de posse.

“Espero implementar novas ações na APJ, ter maior participação da Loja e dos irmãos maçons, espeço, principalmente, mais independência dos jovens, pois eles ainda são muito dependentes. Vejo uma apatia muito grande desses jovens e muita dependência dos “tios”; precisamos de um grupo mais mesclado – tem muita menina e precisamos de mais garotos; precisamos também ampliar nossa estrutura – e já estamos trabalhando para isso – mas principalmente da maior participação dos pais.

AÇÃO PARAMAÇÔNICA JUVENIL

Ação Paramaçônica Juvenil (APJ) foi criada pelo Grande Oriente do Brasil (G.O.B.) com o propósito de envolver a família maçônica em atividades cívica e patriótica, fortalecer nos jovens a autoestima, a união, a cidadania.

Para participar do grupo é necessário ter entre 07 e 21 anos e ser indicado por um membro já atuante ou um preceptor. O trabalho é gratuito e é tutelado pela Maçonaria. Cada Grão-Mestre Estadual é responsável direto pelo desenvolvimento da APJ em seu Estado.

Ainda nos propósitos da Maçonaria ao criar o grupo de APJ, sete pontos são “leis” no seu regimento:

1 – Assegurar a comunidade jovem o interesse pelo estudo, cujo objetivo principal é a educação de qualidade e a formação integral do homem;

2 – Despertar nos jovens a responsabilidade de participação e valorização dos atos cívicos;

3 – Despertar o espírito de cooperação e integração entre jovens e adultos e à comunidade de um modo geral;

4 – Desenvolver o espírito de união e fortalecimento da vivência em família;

5 – Desenvolvimento cultural dos jovens e a formação através das atividades cívicas, esportivas e recreativas;

6 – Desenvolvimento do espírito de liderança e da filantropia no socorro das famílias menos favorecidas;

7 – Desenvolvimento do respeito a Deus – o Grande Arquiteto do Universo – e aos bens sagrados.

“A Maçonaria de hoje está mais aberta e vai abrir mais ainda; precisa ampliar os seus costumes, como constam nos nossos rituais. Hoje nós temos no site do GOB um link para que as pessoas, que ainda não são iniciadas, demostrem sua vontade ser maçom; e isso é uma demonstração de que a Maçonaria está se abrindo, está mais próxima da comunidade” destacou o Grão-Mestre Luciano Sepúlveda, do GOEB.

DEZ ANOS EM GUANAMBI

Em Guanambi, o grupo APJ foi criado em agosto de 2009, sob a coordenação do mestre-maçom, Zenilto Carvalho, da Loja Maçônica Cruzeiro do Sul 1872. Atualmente são mais de 30 os apejotistas da Cruzeiro do Sul. Em todo o estado da Bahia existem em apenas seis cidades, que têm o Grande Oriente do Estado da Bahia como seu mantenedor.

Sobre o trabalho com os grupos paramaçônicos em Guanambi, disse o Grão-Mestre: “Guanambi está desenvolvendo um belo trabalho com o seus jovens, vem estreitando o relacionamento com seus jovens e com as famílias”. Esse trabalho com as APJs – disse – tem sido também nossa prioridade no GOEB, e nos comprometemos a dar todo o apoio necessário para que esse trabalho se fortaleça mais a cada dia.

Para Zenilto Carvalho, fundador do grupo em Guanambi “Esse é um momento ímpar na minha vida, ver prosperar um trabalho que iniciei há 10 anos; fico emocionado por ter contribuído com essa juventude de Guanambi, onde a gente nota a escassez de sentimento cívico e a falta de patriotismo dos jovens”.

“Desde quando assumi o veneralato, eu coloque a APJ como um dos pilares da Maçonaria; e para a Maçonaria hoje, a APJ além de ser um dos pilares é o futuro de uma sociedade digna e mais justa. Assim, nós estamos lapidando os nossos jovens para uma sociedade melhor”, disse Paulo Amorim, venerável da Loja Cruzeiro do Sul.

CASTELO DOS ESCUDEIROS ABRE VAGAS

A Loja Maçônica Fraternidade Guanambiense está formando seu primeiro grupo “Castelo dos Escudeiros”.  Será o primeiro de Bahia e o 15º do Brasil. Serão aceitos no grupo somente meninos com idade de 8 a 12 anos (após essa idade poderão ingressar na Ordem DeMolay). Não custa nada e nem tem taxas de inscrição ou mensalidades. O grupo terá apenas duas reuniões ritualísticas mensais e atividades filantrópicas.

O grupo será coordenado pelo mestre maçom Adir Pinheiro (o conhecido Dr. Adir, delegado de polícia em Guanambi)

Os interessados poderão se dirigir à Loja Maçônica Fraternidade de Guanambiense. Precisa do consentimento dos pais.

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top