REVISTA DIGITAL

Guanambi . Bahia .


Você está aqui: Capa » Agronegócios » Auditores Fiscais Federais Agropecuários acatam pedido da ministra da Agricultura Tereza Cristina

Auditores Fiscais Federais Agropecuários acatam pedido da ministra da Agricultura Tereza Cristina

BO pedido à Anffa Sindical foi realizado em ofício enviado ao Ministério da Economia em 27 de março Nota – foto: reprodução Net

O aceita da Anffa Sindical foi realizado em ofício enviado ao Ministério da Economia em 27 de março – foto: reprodução Net.

Em nota divulgada à imprensa, o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical)  declara apoiar integralmente o pedido da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, para a nomeação de médicos veterinários aprovados em concurso para Auditor Fiscal Federal Agropecuário realizado em 2017, além da realização de novo concurso para outras formações. O pedido foi realizado em ofício enviado ao Ministério da Economia em 27 de março. Tais medidas são essenciais para o combate à crise causada pela pandemia da Covid-19 no Brasil, bem como para reduzir a situação atual de sucateamento da fiscalização agropecuária.

O documento enviado ao ministro da Economia, Paulo Guedes, pede a nomeação de 140 médicos veterinários já aprovados no último certame, visando à recomposição da força de trabalho do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional, o Vigiagro, que atualmente conta com 417 Affas espalhados em 65 unidades em portos, aeroportos e postos de fronteira no Brasil. Esse quadro de servidores é insuficiente para assegurar a produção nacional e a exportação de produtos agropecuários brasileiros, e o déficit vem se agravando em decorrência do número de aposentadorias e da contratação insuficiente de novos profissionais.

O Anffa Sindical luta há anos pela recomposição do quadro de Affas no país, que sofre atualmente com um déficit de aproximadamente 1.500 servidores. A contratação dos 140 médicos veterinários seria um alívio para a situação atual, ainda mais grave devido à crise que enfrentamos hoje pela pandemia da Covid-19. O sindicato, porém, reforça a necessidade de realização de novos concursos para as demais formações que compõem a carreira de Affa: farmacêuticos, engenheiros agrônomos, zootecnistas e químicos.

O último concurso, realizado em 2017, visou apenas a médicos veterinários para atuarem na inspeção de produtos de origem animal, enquanto outras áreas da fiscalização sofrem com um déficit ainda maior de servidores e necessitam de profissionais das demais formações englobadas pela carreira. Nesse sentido, o pedido de realização de novo concurso também contido no ofício enviado ao ministro da Economia é uma medida muito bem-vinda.

O Anffa Sindical, portanto, apoia o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e o Ministério da Economia na nomeação dos 140 médicos veterinários e na realização de novo concurso para Affas. Salienta ainda que tais medidas são extremamente necessárias para o enfrentamento da crise que estamos vivendo, além de trazerem benefícios a longo prazo para a economia agropecuária brasileira e para a segurança alimentar de toda a população.

Sobre os Auditores Fiscais Federais Agropecuários

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical) é a entidade representativa dos integrantes da carreira de Auditor Fiscal Federal Agropecuário. Os profissionais são engenheiros agrônomos, farmacêuticos, químicos, médicos veterinários e zootecnistas que exercem suas funções para garantir qualidade de vida, saúde e segurança alimentar para as famílias brasileiras. Atualmente existem 2,7 mil fiscais na ativa, que atuam nas áreas de auditoria e fiscalização, desde a fabricação de insumos, como vacinas, rações, sementes, fertilizantes, agrotóxicos etc., até o produto final, como sucos, refrigerantes, bebidas alcoólicas, produtos vegetais (arroz, feijão, óleos, azeites etc.), laticínios, ovos, méis e carnes. Os profissionais também estão nos campos, nas agroindústrias, nas instituições de pesquisa, nos laboratórios nacionais agropecuários, nos supermercados, nos portos, aeroportos e postos de fronteira, no acompanhamento dos programas agropecuários e nas negociações e relações internacionais do agronegócio. Do campo à mesa, dos pastos aos portos, do agronegócio para o Brasil e para o mundo.

Fonte: Re9 Comunicação

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top