REVISTA DIGITAL

Guanambi . Bahia .


Você está aqui: Capa » Agronegócios » Pequenos produtores de algodão contam com projetos de irrigação de estaduais

Pequenos produtores de algodão contam com projetos de irrigação de estaduais

Pequenos produtores de algodão contam com projetos de irrigação de estaduais

Pequenos produtores de algodão contam com projetos de irrigação de estaduais

Os pequenos produtores de algodão contam com o constante apoio das associações estaduais, cujas ações estão sempre focadas na produção sustentável. Uma das iniciativas que mais impactam positivamente o trabalho destes trabalhadores são os projetos de irrigação complementar da Abapa – Associação Baiana de Produtores de Algodão – e da Amipa – Associação Mineira de Produtores de Algodão.

IRRIGAÇÃO DE SALVAMENTO NO NORTE DE MINAS GERAIS

Há 20 anos, a Amipa se dedica ao incentivo à agricultura familiar, voltando suas ações à produção do algodão restrita ao norte do estado. O algodão é uma das poucas atividades agrícolas que ainda geram renda às 120 famílias locais, por conta das constantes secas que atingem a região há anos.

Neste cenário, a implantação de Unidades Demonstrativas de Algodão em regime de irrigação de salvação criou condições de armazenamento das águas de chuvas nos meses de precipitação abundante, como dezembro, e sua utilização nos meses de estiagem. A proposta abrange também o uso de água de poços tubulares nos municípios de Catuti e região.

Com essa implantação, a produtividade sai de 860 quilos de algodão em caroço por hectare (em regime de sequeiro) para 3.250 quilos por hectare (com a irrigação de salvamento). Até o momento, o volume de água reservada em tanques construídos pela Amipa é de 1.794.000 litros.

Trabalhadores recebem instruções sobre uso dos equipamentos de irrigação | Foto: Amip

Trabalhadores recebem instruções sobre uso dos equipamentos de irrigação | Foto: Amip

KITS DE IRRIGAÇÃO EM SÃO DESIDÉRIO

A Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) se organizou para ajudar a comunidade agrícola durante a pandemia do novo coronavírus. No fim de abril, sete famílias da zona rural do município de São Desidério, na Bahia, foram beneficiadas com kits de irrigação para garantir a produção.

Um dos beneficiados, Janderson Soares, da comunidade de Calidé II, afirma que o kit de irrigação vai reforçar seus projetos com as culturas do tomate e pepino. “O kit da Abapa é mais um grande incentivo. Agora poderei ampliar minha produção e também vender para as pessoas da cidade”.

Para o diretor-executivo da Abapa, Lidervan Morais, a intenção é fomentar o pequeno agricultor a formar uma base econômica sólida. “Os projetos de irrigação contam com o apoio dos governos municipais que detêm as informações de quem de fato precisa desse auxílio. A Abapa entra com os recursos e as prefeituras com a assistência técnica. Estamos pensando em longo prazo e queremos, daqui para frente, contemplar um maior número de famílias”, afirma.

O projeto, iniciado em 2014, já beneficiou cerca de 200 famílias no Oeste e Sudoeste baianos. Para este ano, segundo o presidente da Abapa, Júlio Cézar Busato,  ao longo desta safra 2019/2020 foi investido um montante de R$ 500 mil para a aquisição de materiais de irrigação com recursos dos produtores de algodão através do Fundeagro.  “Queremos continuar alavancando o potencial do pequeno agricultor e apoiar as famílias de comunidades rurais, valorizando aqueles que busca crescimento através do trabalho no campo”, afirma.

Fonte: Abapa

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top