REVISTA DIGITAL

Guanambi . Bahia .
Você está aqui: Capa » Beleza & Bem Estar » ANS avalia a incorporar novos medicamentos para o tratamento do câncer de próstata avançado

ANS avalia a incorporar novos medicamentos para o tratamento do câncer de próstata avançado

Pacientes com a doença podem ter acesso a uma nova opção de terapia que mantém a qualidade de vida e reduz em 34% o risco de morte. Foto: relacionada / divulgação

Pacientes com a doença podem ter acesso a uma nova opção de terapia que mantém a qualidade de vida e reduz em 34% o risco de morte. Foto: relacionada / divulgação.

São Paulo, abril de 2022 – A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), reguladora do mercado de planos privados de saúde, anunciou a abertura da consulta pública nº 95, no dia 01 de abril, que avaliará a incorporação de medicamentos no rol da agência para o tratamento do câncer de próstata sensível à castração metastático (CPSCm), entre eles a enzalutamida. O medicamento em questão aumenta a sobrevida global, reduz em 34% o risco de morte e mantém a qualidade de vida do paciente[1], quando comparada às atuais terapias disponíveis no sistema de saúde suplementar. Esta etapa do processo considera a opinião pública para a avaliação do fornecimento do medicamento pelos planos de saúde, sendo uma grande oportunidade para que sociedades médicas, associações de pacientes e o próprio paciente ou cuidador(a) contribuam para a incorporação de novos tratamentos. A votação ficará disponível até 20 de abril. Para participar basta acessar o link https://www.ans.gov.br/participacao-da-sociedade/consultas-e-participacoes-publicas/52-participacao-da-sociedade/consultas-publicas/6293-consulta-publica-n-95

O câncer de próstata é o segundo câncer mais comum entre os homens[2] e a segunda principal causa de morte por câncer no sexo masculino[3]. No Brasil, é o câncer mais incidente em todas as regiões do país³. Nessa perspectiva, a enzalutamida pode ser uma nova opção segura e eficaz para a jornada de mais de 22 milhões de homens beneficiários da saúde privada[4], caso necessitem tratar o câncer de próstata sensível à castração metastático.

A introdução de novos medicamentos que retardem a progressão da fase sensível à castração (CPSCm) para a fase resistente à castração (estágio fatal da doença) é um objetivo desejável no tratamento do câncer de próstata.

De acordo com o estudo ENZAMET, foi comprovado que o medicamento demonstra resultados clínicos significativos ao prolongar a sobrevida global (assim como a sobrevida livre de progressão clínica ou de PSA), ou seja, mesmo que o tratamento não elimine a doença, o câncer permanece estável e sem progressão. Já o estudo ARCHES mostrou um aumento de sobrevida global e sobrevida livre de progressão radiográfica com a enzalutamida associada à terapia de privação androgênica, constatando uma redução de 34% no risco de morte para os pacientes com CPSCm. O estudo também evidenciou que enzalutamida aumenta significativamente o tempo até o desenvolvimento de resistência à castração, mantém a qualidade de vida dos pacientes e prolonga o tempo para a piora dos sintomas de dor.

“Nesse sentido, nossa missão como empresa é contribuir para melhoria da saúde das pessoas e, sabemos que um pilar importante nessa jornada é o acesso às novas terapias. A enzalutamida representa uma nova perspectiva para os pacientes com câncer de próstata avançado, e sua incorporação ao rol da ANS é mais um passo para que os pacientes brasileiros tenham acesso a terapias que tragam eficácia, segurança e manutenção ou melhora na qualidade de vida comprovadas”, afirma Dr. Roberto Soler, diretor médico da Astellas Farma Brasil.

Por: Jessica Assis | Edelman

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top