REVISTA DIGITAL

Guanambi . Bahia .
Você está aqui: Capa » Plantão de Notícias » Arquivo de Notícias » REVAP testa robô de combate a incêndio de startup do Programa Petrobras Conexões para Inovação

REVAP testa robô de combate a incêndio de startup do Programa Petrobras Conexões para Inovação

A Unidroid, empresa de São José dos Campos, criou a solução robótica com o objetivo de preservar a segurança dos brigadistas. Foto/vídeo: Agência Petrobrás / divulgação

A Unidroid, empresa de São José dos Campos, criou a solução robótica com o objetivo de preservar a segurança dos brigadistas. Foto/vídeo: Agência Petrobrás / divulgação.

Um robô capaz de reduzir a exposição dos brigadistas em cenários de combate a incêndio já é realidade. O protótipo criado pela empresa Unidroid foi testado na Refinaria Henrique Lage, em São José dos Campos (Revap). O equipamento passou por testes também na Refinaria de Paulínia (Replan).

Além de ajudar a preservar a segurança dos brigadistas, o robô permite resposta mais rápida e eficiente às emergências. O equipamento possibilita ainda acesso a locais onde não é possível o uso das viaturas de combate tradicionais. Ele também é resistente a altas temperaturas e pode ser controlado a distâncias de até 600 metros, permitindo que os brigadistas atuem afastados da zona de risco.

A Unidroid foi contemplada no edital de 2020 do Programa Petrobras Conexões para Inovação – módulo Startups. A aplicação tecnológica foi desenvolvida especialmente para a Petrobras e é a primeira no mundo adaptada para a indústria de óleo e gás e para área classificada (com risco de atmosfera inflamável).

O consultor de Segurança de Processo da Petrobras Laurence Pereira Siqueira explica que a empresa já possuía um robô com boa base de engenharia a partir da qual foi possível aperfeiçoá-lo com uma versão direcionada ao combate a incêndio nas refinarias da companhia. “Fizemos diversas melhorias com a inclusão de acessórios de combate, facilidades de operação, requisitos de segurança, resistência a fogo, aumento na vazão de água e inclusão de monitoramento por câmeras térmicas, câmeras em HD colorida e óculos de realidade aumentada”, detalha Laurence.

Em 2023, a Petrobras já poderá ter os robôs disponíveis para operação nas refinarias. O protótipo está apto a operar também em área offshore, com algumas modificações quanto ao tipo de esteira e materiais em função da salinidade das plataformas. Apesar de ter sido desenvolvido para a Petrobras, o modelo pode ser comercializado para outras indústrias e utilizado até para o combate a incêndios em áreas urbanas e florestais.

Para o diretor de engenharia da Unidroid, José Carlos de Castro, a parceria com a Petrobras foi uma alavanca para a empresa. “A participação no edital foi uma oportunidade fantástica. Construímos um robô único no mundo aprovado para a indústria de óleo e gás e esperamos que muitos negócios surjam a partir de agora”, afirma José Carlos.

Petrobras Conexões para Inovação

O programa nasceu do interesse da Petrobras de estreitar o relacionamento com o ecossistema de inovação, especialmente com startups e pequenas empresas de base tecnológica. O investimento direcionado às empresas contempladas com o programa visa atender demandas mapeadas na companhia e o desenvolvimento ágil de soluções com possibilidade de implantação na indústria de óleo e gás.

Fonte: Petrobras | Gerência de Imprensa / Comunicação e Marcas

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top