REVISTA DIGITAL

Guanambi . Bahia .
Você está aqui: Capa » Agronegócios » Produtores baianos aceleram colheita do algodão e já iniciam manejo de destruição das soqueiras

Produtores baianos aceleram colheita do algodão e já iniciam manejo de destruição das soqueiras

Portaria número 201/2019 da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) estabelece um calendário de destruição de soqueiras, visando ao Vazio Sanitário. Foto: Abapa / divulgação

Portaria número 201/2019 da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) estabelece um calendário de destruição de soqueiras, visando ao Vazio Sanitário. Foto: Abapa / divulgação

Ainda estamos bem no comecinho da colheita da safra de algodão no Oeste da Bahia e a colheita no Sudoeste já passou da metade. O ritmo começa a acelerar nos próximos dias. Ainda assim, é possível ver que alguns produtores já deram início ao manejo de destruição de soqueiras do algodão. Este processo é muito importante para quebrar o ciclo de pragas e doenças e garantir que não haja grande pressão populacional do bicudo-do-algodoeiro na safra vindoura.

Na Bahia, a portaria número 201/2019 da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) estabelece um calendário de destruição de soqueiras, visando ao Vazio Sanitário, época em que não pode haver planta viva de algodão no estado. Este cronograma prevê duas áreas ou regiões.

O Oeste faz parte da Região I, e engloba os municípios de Cocos, Correntina, Jaborandi, Santana, Barreiras, Formosa do Rio Preto, Luís Eduardo Magalhães, Riachão das Neves, São Desidério. Para estes, a data limite é 19 de SETEMBRO

Embora também façam parte da região Oeste, os municípios de Baianópolis, Wanderley e a microrregião de Campo Grande, no município de São Desidério, devem finalizar a destruição de soqueiras até o dia 10 de SETEMBRO.

A Região II abrange os municípios Sudoeste, e precisam concluir o manejo até o dia 31 de AGOSTO. Os municípios que seguem este calendário são:

Brumado, Caculé, Caetité, Candiba, Guanambi, Iuiu, Lagoa Real, Livramento de Nossa Senhora, Malhada de Pedra, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanhaçu, Urandi, Bom da Jesus da Lapa, Carinhanha, Igaporã, Malhada, Muquém do São Francisco, Serra do Ramalho.

Fonte: Imprensa Abapa

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top