REVISTA DIGITAL

Guanambi . Bahia .
Você está aqui: Capa » Plantão de Notícias » Arquivo de Notícias » Já imaginou perder R$ 24,166 bilhões num só dia? Esse é o custo por um dia sem água no país

Já imaginou perder R$ 24,166 bilhões num só dia? Esse é o custo por um dia sem água no país

Só no Sistema Cantareira, o maior da Grande São Paulo, por exemplo, 4 milhões de litros d'água não seriam levados para aproximadamente 9 milhões de pessoas. Foto: Roberto Moreyra / Agência O Globo / divulgação.

Só no Sistema Cantareira, o maior da Grande São Paulo, por exemplo, 4 milhões de litros d’água não seriam levados para aproximadamente 9 milhões de pessoas. Foto: Roberto Moreyra / Agência O Globo / divulgação.

Apesar do Brasil ter vivido a maior crise hídrica dos últimos 90 anos em 2021, as fortes chuvas que atingiram o país em 2022 provocaram uma virada histórica: o nível dos reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste chegou a 65%. No ano passado, esse número não chegava nem a 50%. As regiões mais beneficiadas foram o Norte e Nordeste, que atingiram quase 100% da sua capacidade.

Sem dúvida, a situação é mais confortável, o consumidor deixou de receber cobranças adicionais na sua conta de luz em virtude da escassez hídrica e o uso das termoelétricas foi reduzido, o que é mais econômico e saudável para o meio ambiente.

Nesse sentido, ainda que o cenário seja diferente do vivido em outras épocas,ainda é comum ouvirmos a seguinte pergunta: e se a água acabar? O Brasil é um país rico em recursos hídricos, com mananciais que chegam a fazer divisa entre estados e até alguns países da América do Sul.

Por outro lado, o grande número de pessoas por metro quadrado, aliado ao uso massivo do setor industrial e agrícola é o que tem provocado um cenário de escassez. Vale lembrar que o agronegócio é responsável por 70% o desperdício de água no Brasil, sendo 20% as indústrias e 10% o consumidor final. A seguir, veja o que aconteceria se, por acaso, o abastecimento de água no país parasse por 01 dia:

Então a água vai acabar? 

De acordo com a Biologia, a água nunca vai acabar. Isso por conta do ciclo da água, que envolve a precipitação (chuva), a infiltração da água pela terra, a transpiração das árvores e a evaporação do H2O. Levada para as nuvens, as moléculas começam a se condensar, carregando as nuvens que, quando pesadas, despejam a água, ocorrendo de novo então a precipitação.

No entanto, a ação humana vem atrapalhando a realização deste ciclo. As nuvens estão cada vez mais contaminadas por fumaças ou resíduos poluentes, e cada vez menos com a água. Isso pode provocar uma demora nas chuvas e também provocar o que chamamos de “chuva ácida”.

Como é feito o abastecimento de água? 

Como dito anteriormente, é uma previsão utópica que a água potável tenha um fim não passa de uma ilusão. Portanto, não haverá desabastecimento (ou pelo menos não só por 01 dia). Se isso acontecesse, cerca de 9 milhões de pessoas seriam afetadas só na Grande São Paulo por meio do Sistema Cantareira, que movimenta quase 4 milhões de litros d’água todos os dias.

Além disso, para isso acontecer, seria necessário um problema de esgotamento de todos os rios e mananciais do país, de onde saem a água que é distribuída para os reservatórios, que também estariam esvaziados.

Dessa forma, é importante afirmar que, caso fosse suspenso por um dia o abastecimento de água, seria por algum problema numa adutora ou na rede de distribuição de todos os estados, ou até mesmo alguma paralisação emergencial. Não é apenas um problema na bomba d’água da nossa casa. O abastecimento acontece diariamente. Mesmo que em bairros mais afastados, a água pode faltar por 2 ou 3 dias, mas não deixará de correr pelas torneiras em algum momento.

Contudo, para melhorar a questão do abastecimento, seria interessante que lideranças públicas e sociais realizassem ações cujo objetivo é evitar o racionamento de água em épocas mais secas. Isso acabaria com diversos problemas.

Mas o que poderia acontecer se a água parasse de circular no país por um único dia?  

Segundo informações da revista Ag Evolution, há dois anos a água já é negociada pela commodity, isto é, o seu preço é negociado na bolsa de valores a patamares internacionais. Em Nova York, nos Estados Unidos (EUA), a Nasdaq, bolsa de valores americana, lançou o Nasdaq Velez California Water Index (Índice da Água). Com isso, a mesma passará por flutuações como o petróleo e ações de empresas do setor privado.

Com isso, é possível afirmar que, se o abastecimento de água parasse por 01 dia em todo o país, haveria uma crise econômica sem precedentes, seguindo os patamares do pior momento da pandemia, em que lojas e indústrias pararam de funcionar ou reduziram a sua atividade em todo o país. Assim, tendo em vista que em 2021 o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil foi de R$8,7 trilhões, fazendo uma conta rápida vale dizer que haveria um prejuízo de R$24,166 bilhões. Barato, né? O jeito é economizar e cobrar por manutenção no nosso sistema de abastecimento.

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top