REVISTA DIGITAL

Guanambi . Bahia .
Você está aqui: Capa » Agronegócios » Climatempo, Neoenergia e defesa civil da Bahia debatem sobre clima no Fórum Desafios Climáticos

Climatempo, Neoenergia e defesa civil da Bahia debatem sobre clima no Fórum Desafios Climáticos

O evento foi realizado na sede da distribuidora em Narandiba e contou com participação da empresas especializadas em meteorologia e com as defesas civis de Salvador e do estado. Crédito: Lucas Assis/Neoenergia Coelba

O evento foi realizado na sede da distribuidora em Narandiba e contou com participação da empresas especializadas em meteorologia e com as defesas civis de Salvador e do estado. Crédito: Lucas Assis/Neoenergia Coelba.

Bahia, 04 de julho de 2024 – Tempestades severas e calor extremo estão acontecendo com maior frequência em todo o mundo, exigindo das empresas e órgãos que se adaptem à nova realidade. Para fomentar o debate acerca do tema, a Neoenergia Coelba promoveu, nesta quinta-feira (4), o 1º Fórum Desafios Climáticos na Bahia com a participação da empresa especializada em meteorologia, Climatempo, e as defesas civis de Salvador e do estado. O evento foi realizado na sede da distribuidora em Narandiba.

Na ocasião, a Climatempo apresentou as projeções de temperatura e precipitações no estado até o próximo Verão, com destaque para a chegada do evento climático La Niña e a sua influência na Bahia.

Diante deste cenário, a Neoenergia Coelba apresentou o seu plano de investimento e a preparação da companhia para períodos de adversidade climática. A distribuidora irá aportar, até 2027, R$ 13,3 bilhões em obras estruturantes em toda a Bahia, aumentando a robustez do sistema elétrico também para as mudanças referentes ao clima.

Em campo, profissionais da distribuidora realizam manutenções preventivas para mitigar o impacto de fatores externos no sistema de distribuição de energia, a exemplo da queda de árvores e descargas atmosféricas. Ao longo de 2024, profissionais da Neoenergia Coelba irão inspecionar cerca de 90 mil quilômetros da rede elétrica – o equivalente a duas voltas ao mundo, e realizarão 342 mil podas, além de 37 mil manutenções estruturais.

 

 

Ainda, a empresa apresentou seu plano de contingências que, ao ter ciência de uma previsão climatológica adversa, uma sala pré-crise é montada para monitorar o sistema elétrico e analisar os possíveis cenários. A distribuidora também tem definido os níveis de emergência e as ações que devem ser adotadas em cada situação, reforçando o efetivo operacional quando é necessário. Ao fim de toda contingência, a Neoenergia Coelba realiza análises para verificar oportunidades e aumentar a resiliência do seu sistema.

“A Neoenergia Coelba possui protocolos bem definidos para atuar durante adversidades climáticas. A distribuidora busca se antecipar a possíveis situações extremas por meio de estudos e diálogos com especialistas em meteorologia. Com isso, são elaboradas ações estratégicas e operacionais visando mitigar o impacto para nossas operações e principalmente para nossos clientes”, destacou o superintendente Técnico da Neoenergia Coelba, Thiago Martins.

Durante o evento, a Defesa Civil de Salvador, que foi certificada pela ONU como Hub de Resiliência, destacou como a instituição vem se adaptando à nova realidade.”Nós temos, em Salvador, 171 áreas monitoradas, investindo para que a capital se torne uma cidade cada vez mais resiliente. Nós temos um sistema municipal de defesa civil bem ativo e, através de um monitoramento constante, conseguimos manter uma conexão e gestão rápida, atuando com a Secretaria de Manutenção da Cidade (Seman) e com a própria Neoenergia Coelba”, afirmou Sosthenes Macedo, Diretor-Geral da Defesa Civil de Salvador.

“A nação chamada Bahia, com toda sua extensão territorial, tem nos dado desafios importantes. Não podemos prescindir do uso de inteligência artificial, além de estarmos estimulando a produção de conhecimento através de uma política estadual de proteção e defesa civil”, comentou Osni Bonfim, coordenador adjunto da Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec).

O 1º Fórum Desafios Climáticos na Bahia contou com a participação de aproximadamente 100 pessoas e integra o plano de ação da Neoenergia Coelba para mitigar os efeitos das mudanças climáticas para a população baiana, demonstrando o compromisso da empresa com os seus consumidores.

Fonte: Neo Energia

Comente esta matéria

O seu endereço de email não será publicado. Campos requeridos estão marcados *

*

Não serão publicados comentários com xingamentos e ofensas ou que incitem a intolerância ou o crime. Os comentários devem ser sobre o tema da matéria e sobre os comentários que surgirem. As mensagens que não atendam a essas normas serão deletadas. Os que transgredirem essas normas poderão ter interrompido seu acesso a este veículo.

Scroll To Top